Loja Online

Twitter Facebook Google Plus

Já Experimentaste?

Apresentação

Lago e EsplanadaO Centro Ciência Viva da Floresta, em Proença-a-Nova, é parte integrante da rede nacional de vinte Centros Ciência Viva distribuídos por todo o país e que surgem como um dos eixos de atuação da Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica (Ciência Viva), criada em 1996 para promover a cultura científica e tecnológica na sociedade portuguesa.

Rede de Centros Ciência Viva

MISSÃO
Promover uma cidadania ativa apoiada no conhecimento científico.

IDENTIDADE
Inspiramos e mobilizamos através da Ciência.

ATIVIDADE
Promovemos a cultura científica e desafiamos o público a partilhar e debater novas experiências.

VALORES
Acreditamos num progresso social assente na curiosidade, na criatividade, no pensamento crítico e no envolvimento de todos os cidadãos.

Os Centros Ciência Viva são espaços interativos de divulgação científica e tecnológica, que funcionam como plataformas de desenvolvimento regional - científico, cultural e económico - através da dinamização dos atores regionais mais ativos nestas áreas.

O Centro Ciência Viva de Proença-a-Nova abriu ao público em 21 de Julho de 2007 e até à presente data recebeu 131 349 visitantes.

O projeto do Centro Ciência Viva da Floresta de Proença-a-Nova resultou de um desafio lançado pela Ciência Viva - Agência Nacional para a Cultura Científica e Tecnológica à Câmara Municipal de Proença-a-Nova, para a constituição de uma associação que permitisse a criação e gestão de um Centro Ciência Viva sobre a temática da Floresta. Para assegurar esta associação na criação de um espaço e dos respetivos conteúdos foi convidado o Instituto Pedro Nunes.

Situado na Zona do Pinhal Interior Sul, pertencente ao distrito de Castelo Branco, o tema do Centro não poderia ser outro senão o da "Floresta" dada a densidade florestal deste concelho, 80.7%, correspondente a uma área de 319,2 km2.

O elemento programático central deste Centro decorre da conceção da floresta como fonte de conhecimento, sublinhando a necessidade da atualização contínua do conhecimento científico para uma gestão eficaz do meio ambiente, bem como a sua valorização como um elemento central da cultura científica contemporânea.

Partindo da premissa que "sem ciência não há cultura", o Centro Ciência Viva da Floresta oferece aos cidadãos experiências e recursos para incorporarem a ciência na sua cultura e assim capacitá-los para compreenderem o mundo em que vivemos.

O Centro é privilegiadamente um local onde é possível tocar, experimentar, descobrir, imaginar, aprender, ...

Para dar apoio às atividades planificadas anualmente o Centro dispõe das seguintes infraestruturas:

  • Espaços cobertos
    • Edifício principal com 2 pisos, com área aproximada de 1700m2 que inclui os seguintes espaços:
      • Receção com loja;
      • Salas de exposição;
      • Auditório (com 76 lugares, equipado com material audiovisual);
      • Bar da floresta com esplanada;
      • Mediateca (equipada com computadores com acesso à internet e publicações em suporte papel e digital de acesso livre e gratuito);
      • Laboratório e experimenteca (onde são dinamizadas várias atividades para todos os públicos);
      • Laboratório de análise de vinhos (que serve de apoio aos pequenos produtores da região e a várias adegas e à divulgação da ciência e tecnologia ligadas à vitivinicultura);
      • Espaço para exposições temporárias;
    • Casa da floresta (edifício em madeira, equipado com sistema híbrido autónomo de produção de energia fotovoltaico-eólico, onde são dinamizadas atividades experimentais principalmente dirigidas aos alunos do pré escolar e 1º ciclo, mas também abertas aos restantes públicos);
    • Plantário (edifício tipo estufa, dedicado a atividades experimentais com plantas);
    • Mini-viveiro (área para atividades experimentais de propagação de plantas).
  • Espaços exteriores (abertos à comunidade e de acesso gratuito, durante o horário de funcionamento do Centro)
    • Espaço florestal arborizado predominantemente com espécies autóctones, equipado com módulos científicos que permitem realizar atividades interativas ligadas à Floresta;
    • Um charco 1 com aproximadamente 70cm de profundidade e cerca de 20m2, em fase de colonização;
    • Um charco 2 com 70cm de profundidade e aproximadamente 200m2, junto ao edifício principal, colonizado com plantas e animais aquáticos da região;
    • Parque de estacionamento para veículos ligeiros e autocarros;
    • Parque de merendas e parque infantil (que servem de zona de refeições, descanso e lazer);
    • Ponto de carregamento gratuito para veículos elétricos.

© 2012 - 2017 Centro Ciência Viva da Floresta

Horário de Funcionamento

Terça a domingo (incluindo feriados) das 09h30 às 18h30

Horário de Verão
(Junho, julho, agosto e setembro)
Terça a sexta das 09h30 às 18h30
Sábados, domingos e feriados das 10h30 às 19h30

O Centro encerra ainda nos dias 24, 25, 31 de dezembro e 1 de janeiro


Rede Nacional de Centros Ciência Viva

Município de Proença-a-NovaCiência Viva - Agencia Nacional para a Cultura Científica e TecnológicaMais CentroQRENUnião Europeia